Seja bem-vindo ao Cristão Capixaba!

Reflexões acerca do mundo cristão.

domingo, 21 de dezembro de 2014

MISERÁVEIS NO NATAL PELA FALTA DE JESUS!

O natal de Jesus Cristo é uma celebração rica e cheia de significados para os que entendem a razão da comemoração. Mesmo que Ele não tenha nascido em 25 de dezembro, a data ocidental, celebra o fato de seu nascimento, relembra a indescritível graça dos céus. Tal riqueza do natal de Jesus é expressa não em poses, presentes, pompas e banquetes; antes, farta de sentido bíblico, realização profética e caracterizada pelo desejo de Deus em oferecer o maior e melhor presente que a humanidade já pôde receber – o seu próprio filho.

Mesmo com todo peso redentor e com tantos sentimentos de boa vontade envolvidos no natal, há os que se fazem pobres pela negligência de observar e viver sob os auspícios do verdadeiro Espírito do Natal (leia-se Espírito Santo). Pessoas que na pobreza da alma carente de Deus e daquela salvação anunciada no natal de Jesus, não admitem o estado crítico de suas vidas e muito menos reconhecem a condição trágica de suas existências. A miséria do ser em meio à fartura do ter é a prova contundente de uma geração afastada de Deus e insensível a sua voz e dádivas disponíveis para resolver essa triste situação.

É miserável no natal todo aquele que alegrado por presentes, acolhido por familiares em banquetes fartos, ignora o sentido dos favores e dons do natal de Jesus. A graça da ocasião retrata o ofertar, contempla os outros e mira no bem comum. O que temos oferecido ao próximo (aqueles que estão fora de nossos círculos) em nossas comemorações natalinas além de darmos presentes aos que gostamos e comes e bebes a quem convidamos? A verdadeira celebração do natal desafia-nos a romper a restrição cultural domiciliar da data, apregoa o sair da pompa e alcançar as "pastagens de Belém" demonstrando aos de fora a maior mensagem de todos os tempos: "nasceu o Salvador que é Cristo o Senhor!"

É carente no natal todo aquele que mesmo em família, não agradece a Deus, não louva ao Senhor pela realização do singular nascimento de Jesus. São pessoas que se dizem esclarecidas, mas nada agradecidas. Celebram o fato nas divisas de um “cristianismo cultural”, impessoal, pouco vertical e nada espiritual. Alegre-se sim com os seus, mostre-os a razão dos presentes e a verdadeira delícia do cardápio celestial – O pão da vida que desceu dos céus! Todos os significados bíblicos e cristãos do natal são muito mais que apenas entendimento, pois envolvem sentimento, participação e envolvimento por parte de quem o celebra.

É pobre no natal todo aquele que no egoísmo de sua experiência de vida, centra o universo em si, converge tudo aos próprios interesses e somatiza resultados apenas no material. Natal é data para também iluminar nossa vida à luz da de Cristo, realinhar nossa caminhada a do sereno Jesus; que um dia, deitado numa manjedoura com expressão de serenidade, trouxe a esperança de volta a todos nós. Miseráveis nos natais e pobríssimos na vida serão todos aqueles que ao se depararem com as escuras noites da jornada não se orientarem pela brilhante Estrela da Manhã; que ao atravessarem as longas jornadas da lida humana não desejarem pela luz e calor do Sol da Justiça.

Que façamos diferente, que sejamos ricos das graças do natal, apregoando suas mensagens de paz e vivendo sob a influência do Espírito de Emanuel – Deus conosco!

Feliz Natal a você e a toda à sua família!
Postar um comentário