Seja bem-vindo ao Cristão Capixaba!

Reflexões acerca do mundo cristão.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

BIOCHIP – SERÁ A MARCA DA BESTA?

E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome (Ap 13.16-17).


CONSIDERAÇÕES INICIAIS.

É de conhecimento de todos os esforçados estudantes da Bíblia e da teologia cristã que a área mais especulada e distorcida hoje em dia no contexto das interpretações e do fim dos tempos é a da escatologia bíblica (doutrina das últimas coisas). Interpretações e posições teológicas divergentes neste campo são o que não faltam.

Em relação ao Apocalipse: Histórica, preterista, futurista – escolas de interpretação apocalípticas;

Em relação ao cronograma de Deus em relação ao homem e ao mundo. Dispensacionalista (07 tempos em que Deus tratou, trata e provará o homem);
Em relação ao milênio. Amilenista ou milenista (acerca do milênio literal ou não);
Em relação ao rapto da igreja. Pré-tribulacionista, midi-tribulacionista ou pós-tribulacionista (interpretações sobre o retorno de Cristo para buscar sua igreja. Há divergências sobre o posionamento do fato, se será “antes”, “durante” ou “depois” da grande tribulação).

Existem outros termos técnicos da teologia para esta seção sistemática de julgamentos e promessas que não citarei aquí.

O estudo exagerado e sem o devido bom senso desta parte doutrinária exposta tanto no A.T e N.T que retratam o futuro do povo de Deus e do mundo gentílico, pode conduzir a uma fixação especulativa denominada de escatomania (interesse exarcebado pelas coisas do futuro). Por outro lado a exposição carregada de juízos do enunciado profético sem a devida compreensão para o fim dos tempos, pode também gerar em algumas pessoas outro tipo de comportamento, denominado de escatofobia (medo do futuro).

É por considerar e respeitar as divergentes interpretações e as suas conseqüências de quando expressadas erroneamente e de modo extra-bíblico e especulativo e o que podem gerar nas pessoas é que propus-me a escrever este tópico com muita cautela, respeito e seriedade.

É lógico que tenho minhas próprias convicções bíblicas e uma posição doutrinária definida quanto à escatologia bíblica e a sua aplicação passada, presente e futura. No entanto, vou me concentrar em evitar os pontos de conflitos teológicos e me esforçar para apresentar fatos reais, que contra os tais não haverá argumentos. O que espero no mínimo, é uma atitude de consideração e mais atenção em relação ao fato abordado a seus significados e implicância para o cristão hodierno que está vivenciando acontecimentos no mínimo de proporções proféticas.


CONHECENDO O BIOCHIP, SUA PROPOSTA E UTILIDADE.

Que os computadores e outros eletrônicos precisam de chips e outros componentes de hardware e softwares para funcionarem e realizarem suas programações, isso a maioria de nós já sabia. Mas, que já desenvolveram uma tecnologia de forma minúscula, analítica, diagnóstica e aberta à monitoração remota e que pode ser implantada sem o menor problema no ser humano, isso muita gente ainda não sabe; ou neglicenciou em sua atenção, frente à informação nanorobótica.
A capacidade que a medicina terá através da implantação do biochip em seres humanos.
Cientistas norte-americanos utilizaram a mesma tecnologia empregada na leitura dos discos rígidos de computador para criar um novo biochip capaz de analisar amostras biológicas com uma precisão inédita. Biochips são minúsculos laboratórios de análises clínicas do tamanho de um chip de computador, que prometem revolucionar o diagnóstico de doenças, permitindo que os exames laboratoriais sejam feitos em casa ou, no máximo, no próprio consultório médico.Num futuro muito próximo o pediatra poderá dizer aos orgulhosos pais se o seu bebê é portador de qualquer deficiência genética, ou se a criança tem propensão para vir a sofrer de problemas tão vulgares como a gripe, o reumatismo ou mesmo o cancro. Os médicos terão igualmente a possibilidade de diagnosticar precocemente patologias do paciente, ou mesmo prevê-las, e aplicar terapias personalizadas que se ajustarão como uma luva ao perfil molecular do doente.
O protagonista desta verdadeira revolução biomédica é o microarray, biochip, ou chip de ADN, que será dentro em breve tão vulgar como uma radiografia, uma análise de urina ou um TAC. Graças aos chips genéticos e à alucinante tecnologia que os envolve, o caminho rumo a uma medicina personalizada, baseada na informação genética, em que as doenças são substituídas pelos doentes, está a tornar-se uma realidade: para cada paciente o medicamento adequado e a dose exata – palavra de cientistas da área da saúde sobre a implantação de biochips.
Agora uma equipe de quatro universidades norte-americanas utilizou a mesma tecnologia para construir um biochip que consegue detectar aglomerados magnéticos de dimensões microscópicas.

Veja mais sobre o assunto em: http://www.inovacaotecnologica.com.br/

Não há dúvidas como a revolução desta nanotecnologia auxiliará na prevenção, diagnóstico e tratamento de toda sorte de doenças. Mas a questão é: Não será esse o caminho para aquele que vai prometer paz e prosperidade aqui na terra (1 Ts 5.1-6; 2 Ts 2..1-11) , estabelecer seu controle total sobre os humanos desinformados das profecias?

Veja o vídeo sobre a implantação do biochip e sua ampla aplicação http://video.google.com/videoplay?docid=1779077553977776364


A CAPACIDADE PARA O COMÉRCIO, SEGURANÇA E MONITRAMENTO A PARTIR DO BIOCHIP EM SERES HUMANOS.

Todos os mecanismos de finanças e controles já criados pelo homem são falhos e propensos a serem burlados por algum sujeito perspicaz em artes computacionais, gráficas ou expert em programação de sistemas e banco de dados virtuais e etc.

O biochip vai substituir dinheiro, cheque, cartão de crédito e um monte de documentos pessoais que serão reunidos em sua alta capacidade de armazenamento em forma de grão de arroz. No sentido de evitar a fraude e permitir uma identificação absolutamente irrefutável, foi já criado um micro-chip cujo destino final é ser introduzido no corpo humano, alegadamente na mão direita ou na testa, mesmo debaixo da pele para identificação electrónica.

A MOTOROLA é que está produzindo o microchips para o MONDEX SMARTCARD que desenvolveu vários implantes em humanos usando o bio-chips. O chip BT952000 foi criado por Dr. Carl Sanders que foi orientado em 17 reuniões da Nova Ordem Mundial para que se pudesse ser desenvolvido um dispositivo para uso global para identificação de humanos para o propósito do comércio económico global. O bio-chip mede 7mm de comprimento e 0.75mm em largura, mais ou menos o tamanho de um grão de arroz. Contém um transponder e uma bateria de lithium recarregável. A bateria é carregada por um circuito de thermo-par que produz voltagem de flutuações com a temperatura do corpo. Eles gastaram mais de 1.5 milhões de dólares nos estudos para saber o melhor local para colocar este biochip no corpo humano. Eles só acharam dois lugares satisfatórios e eficientes - a TESTA, de baixo do couro cabeludo, e a parte de trás da mão, especificamente a MÃO DIREITA – O APOCALIPSE TAMBÉM DIZ ISSO!


CONCLUSÃO

A palavra globalização é fruto das inovações tecnológicas que permitiram transpor fronteiras através de seu alcance virtual e comunicativo, isto por meio do telefone, da internet, VOIP, ondas de rádio, satélites e etc. Mas, já aprendemos que globalização é muito mais que acessar conteúdos internacionais, ou transportar arquivos de forma translocal a partir de nossas casas.

As finanças, políticas e governos do mundo estão todos interligados através da globalização mundial. Desta forma todos estão sujeitos a todas as crises e efeitos que qualquer incidente local federativo de caráter financeiro, social e político podem gerar – isso é globalização na prática - interdependência, intercâmbio, conexões politicas, militares e financeiras. Um exemplo clássico dessa relação global é a crise financeira americana que afeta desde europeus, asiáticos à brasileiros.

Não quero criar medo ou clima de tensão com o meu comentário. Mas não posso cobrir os meus olhos para as coisas que estão acontecendo no mundo em que vivo. Penso que estamos vendo apenas a evolução de um processo de dependência e controle globais. Daquí a pouco não serão apenas reflexos de uma crise distante que terá relação com nossas vidas, mas também controle e monitoramento - pra mim, biblicamente isto será o ápice do que compreendo como o "controle total" nas mãos do homem do pecado e do filho da perdição. Espero que tanto eu como você, estejamos atentos a aquela palavra de Jesus.

"Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima" (Lc 21.28)


Sílvio Costa é dirigente de Congregação da AD em Guarapari-ES
Postar um comentário